RESORTS REGISTRAM LEVE AUMENTO NO RENDIMENTO NO 1º SEMESTRE

RESORTS REGISTRAM LEVE AUMENTO NO RENDIMENTO NO 1º SEMESTRE

Mesmo com ocupação ligeiramente inferior, se comparada ao 1º semestre de 2016, os resorts filiados à Associação Brasileira de Resorts (ABR) apresentaram uma taxa de ocupação geral de 55,6% nos primeiros seis meses deste ano. A receita média, no entanto, subiu 3,95%, fechando em R$ 906,33. Este índice positivo contribuiu para o aumento do TRevPAR (Total Revenue Per Available Room – receita total por quarto disponível) para R$ 467,55, um crescimento de quase 2%. Esses dados são revelados pela edição semestral do relatório Resorts em Números, elaborado pela ABR em parceria com o Senac, que será divulgado na íntegra em breve.
Uma análise mais detalhada do TRevPAR apontou que o primeiro trimestre de 2017 foi marcado por altos números de ocupação e de receita média, resultando em um índice de R$ 658,35. Já o segundo trimestre, período que normalmente obtém o menor valor de receita total no ano, gerou R$ 396,10 – mesmo assim, o número é significativamente maior que o de 2016.
Análise segmentada
Ao classificar os associados por ambiente – praia ou campo –, percebeu-se que os resorts de praia alavancaram suas ocupações, alcançando a média 62,5% e TRevPAR de R$ 460,08. Já os resorts de campo foram mais afetados no período e apresentaram decréscimo de 12,8%, fechando o semestre com 45,3% de ocupação e TRevPAR de R$ 580,57, número menor que o do primeiro semestre de 2016.
Quando analisados por regimes de pensão, os resorts all inclusive apontaram variação positiva no TRevPAR do 1º semestre de 5,1%, fechando em R$ 548,95. Os resorts que operam com pensão completa e meia pensão também tiveram resultados positivos no índice: R$ 502,92, indicando crescimento de 4,5%.
Recommended Posts