Para 70% das mulheres todo mês é a mesma coisa, uma enorme irritabilidade, mal humor, dores de cabeça, uma vontade louca de comer doces… pois é, isso nada mais são que sintomas da temida TPM (tensão pré-menstrual).

Infelizmente, todo mês, enquanto para algumas mulheres os efeitos da TPM são quase imperceptíveis, para a maioria, no entanto, eles podem ser bem complicados,  interferindo em seus relacionamentos e até na vida profissional, afetando a qualidade de vida, como um todo.

Quer saber como vencer o estresse e os demais efeitos da TPM? Confira abaixo!

O que incluir na alimentação

Certamente, como já era de se imaginar, a alimentação pode influenciar diretamente na TPM, com alguns nutrientes podendo ajudar, e muito, a passar mais tranquilamente por essa fase, livre do estresse.

Por isso, a dica é usar alguns alimentos para driblar ou reduzir o estresse e os demais sintomas da TPM.

Magnésio

Quer ver o estresse passar longe? Então, não deixe de incluir na próxima lista do mercado aqueles alimentos ricos em magnésio, que quando consumidos com a vitamina B6, ajudam a diminuir o estresse, irritação, mal humor, além de ajudarem a reduzir as dores de cabeça.

Alimentos: beterraba, aveia, abacate e banana

Também inclua na lista alimentos como o salmão, o azeite de oliva e a linhaça, que ajudam a melhorar a circulação e reduzir a sensação de inchaço.

Os vegetais escuros contém bastante cálcio, aliviando cólicas, e os alimentos integrais e as fibras, dão mais disposição e diminuem a fadiga.

Suplementos e produtos naturais como o Laisve também são uma boa opção.

O que evitar na alimentação

Por outro lado, se quer ver o estresse bem longe, é preciso evitar molhos e alimentos ricos em sal, que podem causar retenção de líquidos e aumentar a sensação de inchaço.

E não esqueça de “esquecer” alimentos com muita cafeína, as bebidas alcoólicas, e até os doces, já que causam tensão, além de causarem inchaço das mamas.

E vale repensar o impulso por chocolate, pois ele pode ser uma delícia na hora de comê-lo, mas depois o preço é alto… a dica, portanto,  é caso sinta vontade de comer algum doce, optar por frutas e sucos naturais.

Exercícios físicos

Não é novidade que exercícios físicos fazem bem para a saúde e a mente, e fundamental se evitar o sedentarismo para combater os sintomas da TPM.

Atividades físicas ajudam no combate ao estresse, já que são liberadas as endorfinas, hormônios que proporcionam a sensação de bem estar e causam o relaxamento.

E mais, comprovadamente, as atividades físicas ajudam a aliviar sintomas como cólica e inchaço, embora essas atividades devam ser feitas com moderação pois, do contrário, o efeito pode ser o oposto do esperado, agravando os sintomas.

Ajuda médica

Sem dúvida, é preciso considerar que algumas mulheres sentem os sintomas de forma muito mais intensa, nesses casos, sendo recomendável tratamentos com medicamentos.

Embora a forma mais intensa de TPM atinja apenas uma minoria, caso perceba que precisa de ajuda, converse com seu ginecologista.

Em alguns casos são receitados suplementos ou medicamentos para dor e outros sintomas, de acordo com o tipo de TPM.

Geralmente, os suplementos são recomendados para mulheres que têm uma rotina muito corrida, sem tempo para uma alimentação regrada. Se esse for seu caso, então, a dica é também conversar com seu ginecologista que saberá lhe passar o suplemento adequado para o seu tipo de TPM.

Autoconhecimento

É fundamental você procurar se conhecer, perceber suas sensações e identificar, assim, os sintomas da TPM. Lembrando que cada caso é um caso, sendo importante até registrar cada sintoma para, então, conversar com seu médico.

Lembre-se que nessa fase você pode estar mais sensível e irritada, por isso, caso perceba ser o seu caso, que está começando a perder o controle ou se sentir mal, interrompa o que estiver fazendo, por um momento, e respire fundo.

Já sabe que costuma ficar irritada, então, procure relaxar e não se expor a situações de estresse durante esse período.

No mais, não seja tão rigorosa consigo mesma, tente conhecer melhor seu corpo e entender que está mais suscetível a algumas situações.

E é isso, agora é aproveitar essas dicas e, assim, aliviar os sintomas da TPM, sabendo que eles sempre passam e que seu bem estar é fundamental.