O melhor da Internet você encontra aqui!

Brasil Resorts Online

Autor: Rosana Page 1 of 2

12 maneiras de prevenir varizes

Infelizmente, alguns fatores são “quase” decisivos para o surgimento das varizes, como predisposição genética, oscilação hormonal, entre outros…

Por outro lado, algumas mudanças de hábitos, ou comportamentos, podem sim, ajudar a prevenir o aparecimento das veias dilatadas ou, pelo menos, evitar possíveis complicações.

Lembrando que varizes são aquelas veias, aparentes, de cor azulada, que prejudicam a circulação do sangue.

Assim, as varizes, muito mais do que um simples problema estético, podem doer, arder, dar sensação de peso às pernas, coçar e, dependendo do grau, até levar a úlceras varicosas, mas a boa notícia é que isso pode ser evitado, e é o que mostraremos aqui.

10 maneiras de prevenir varizes

  1. Controlar o peso
    A obesidade aumenta a pressão exercida sobre os vasos, além de favorecer inflamações. Por isso, é fundamental controlar o peso.
  2. Beber água
    Para a saúde em geral, e também para prevenir varizes, é indicado beber muita água, sucos e chás para melhorar a circulação do sangue, pois quanto menor a ingestão de água, maior a viscosidade do sangue, sem falar que a desidratação também facilita a queda da pressão arterial, ameaçando vários órgãos.
  3. Não ficar na mesma Posição

Segundo estudos, trabalhar sentado oito horas por dia aumenta em 10% o risco de morte. É preciso realizar exercícios movimentando os pés a cada hora de trabalho sentado; levantar toda hora e procurar andar um pouco. E quem trabalha em pé, ficando nessa mesma posição por longos períodos, o ideal é fazer pausas para se sentar e levantar os pés.

  1. Se exercitar
    Qualquer exercício, até os de baixo impacto são benéficos, pois a contração da musculatura aumenta a velocidade do fluxo do sangue nas veias, melhorando o retorno do sangue ao coração.
  2. Usar calçados confortáveis

O indicado é evitar, sempre que possível, o uso de saltos altos, procurando alternar a altura: com mais grossos, preferindo os saltos de 3-4 cm para uso diário.

  1. Usar roupas leves
    Calças ou cintas apertadas demais comprimem a barriga e podem prejudicar a drenagem das pernas. Mas não é necessário usar somente roupas largas: o ideal é só evitar aquelas que causam incômodo na hora de sentar.
  2. Usar um creme para varizes
    O creme varizero é super eficiente e um dos mais utilizados por mulheres e homens para amenizar os sintomas das varizes.
  3. Meia elástica
    As meias de compressão, indicadas pelo cirurgião vascular, ajudam a melhorar o retorno venoso.
  4. Comer mais fibras

O bom funcionamento do intestino é fundamental para evitar a pressão sobre as veias do abdômen, causada por prisão de ventre. Por isso, capriche no consumo de fibras, como mamão, legumes, verduras e sementes.

  1. Evitar sol em excesso
    Não apenas o sol, mas sauna, banhos com água quente, tudo isso provoca o aquecimento da pele e a passagem de mais quantidade de sangue pelos vasos da pele, o que acaba fazendo com que dilatem, favorecendo o surgimento de vasinhos em quem tem predisposição.
  2. Evitar cigarro
    A nicotina está ligada à diminuição da espessura dos vasos sanguíneos, sem falar que o monóxido de carbono oferece mais risco por diminuir a concentração de oxigênio no sangue, deixando os vasos mais susceptíveis ao entupimento, possibilitando, até um processo de trombose.
  3. Consultar um médico

O indicado, principalmente, para quem tem predisposição, é visitar anualmente um angiologista.

10 frutas que ajudam a emagrecer

Quer emagrecer mas não sabe por onde começar? Não quer perder peso tendo que fazer grandes sacrifícios?

Então, talvez a solução seja colocar no cardápio diário frutas que favoreçam a perda de peso, mas, claro, desde que consumidas em quantidades adequadas, em lanches ou como sobremesa das refeições principais.

Se você optar por usar algum emagrecedor natural junto com esta dieta de frutas, pode emagrecer ainda mais rápido, o IdealSlim é um que vale a pena tomar, confira agora algumas boas opções em frutas para perder peso:

1. Limão

Com apenas 14 calorias a cada 100 gramas, o limão é bem-vindo em qualquer dieta para emagrecer. Além disso, é diurético, rico em vitamina C, além de um potente antioxidante, ajudando a eliminar toxinas e deixar a pele mais viçosa. E mais, o limão, também, ajuda a reduzir o colesterol e o açúcar no sangue.

2. Melão

Possui apenas 29 calorias a cada 100 gramas, sendo ótimo para dietas para emagrecer, principalmente, por suas propriedades diuréticas, que ajudam a diminuir a retenção de líquido, além de ser rico, também, em potássio, fibras e antioxidantes como a vitamina C, betacarotenos e licopeno.

3. Morango

Com apenas 30 calorias a cada 100 g, o morango é ótima opção para quem quer emagrecer, sendo também rico em compostos bioativos, por seu elevador teor de vitamina C, folato e compostos fenólicos, que proporcionam efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios. Morango também é rico em fibras, o que ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, além de aumentar a sensação de saciedade, e por ser rico em potássio, ajuda a regular a pressão arterial.

4. Tangerina

Possui 44 calorias a cada 100 gramas, ajudando a emagrecer por ser rica em água e fibras. Rica em vitamina C, a tangerina ajuda a absorver ferro no intestino e fortalecer o sistema imune. E mais, suas fibras melhoram o trânsito intestinal, reduzem a absorção de gordura e ajudam a controlar a glicemia.

5. Mamão

Possui 45 calorias a cada 100 gramas, além disso, é diurético e rico em fibras, o que facilita a eliminar fezes e o inchaço abdominal. O mamão, também, ajuda a controlar a diabete e aliviar os sintomas da gastrite.

6. Pitaia

Possui 50 calorias a cada 100 gramas, é rica em antioxidantes, além de possuir vitamina C, ferro e fibra, entre outros compostos que favorecem a perda de peso, a melhora do sistema imune, o controle do açúcar no sangue e a diminuição da gordura acumulada no fígado.

7. Kiwi

Possui 51 calorias a cada 100 gramas, dentre seus benefícios podemos destacar o combate à prisão de ventre e a capacidade de saciar o apetite, ele de, também, ser rico em vitamina C, e diurético.

8. Pêra

Possui 53 calorias a cada 100 gramas, sendo ótima opção para emagrecer, contendo muitas fibras, que ajudam a melhorar o trânsito intestinal e tirar a fome. Também ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue.

9. Maçã

Possui 56 calorias a cada 100g, por isso, também é uma ótima opção para quem quer emagrecer, além de ser uma fruta rica em antioxidantes, conter fibras, que ajudam a regular os níveis de açúcar no sangue, a melhorar a digestão e a diminuir os níveis de colesterol e triglicerídeos. E mais, o consumo regular de maçã ajudar a prevenir o risco de doenças cardíacas, câncer e asma.

10. Mirtilo

Possui apenas 57 calorias a cada 100 gramas, apesar disso, oferece diversos benefícios para a saúde, por seu alto teor de fibras, ajudando a controlar os níveis de açúcar no sangue e a diminuir o colesterol LDL. Mirtilo também é rico em antioxidantes, diminuindo a inflamação do organismo e os danos provocados pelos radicais livres.

Quais os sintomas da diabete?

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, atualmente existem, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas convivendo com a doença, ou seja, cerca de 6,9% da população nacional.

Para quem não sabe, a Diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente de insulina, ou a má absorção desse hormônio, que é o responsável por regular a glicose no sangue, garantindo energia para o organismo.

Então, a diabetes pode causar o aumento da glicemia cujas altas taxas podem levar a uma série de problemas, no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos e, em casos mais graves, até à morte.

Tipos mais comuns de diabete

A diabetes pode se apresentar de diversas formas, possuindo diversos tipos diferentes, mas os mais comuns são:

Diabetes tipo 1

A Diabetes do tipo 1 acomete cerca de 90% dos pacientes diabéticos no Brasil, 5% e 10% do total, sendo uma doença crônica não transmissível e hereditária.

Embora a diabetes tipo 1 apareça geralmente na infância ou adolescência, ela pode ser diagnosticado em adultos também.

O ideal é que quem tenha parentes próximos com a doença façam  exames regularmente, para poder acompanhar a glicose no sangue.

O tratamento para controlar a glicose no sangue nesse tipo de diabetes, é feito com o uso diário de insulina e/ou outros medicamentos.

Ainda não se sabe a causa do diabetes tipo 1, por isso, a melhor forma de se prevenir da doença é adotando hábitos saudáveis, investindo e uma boa alimentação e atividades físicas regulares.

Diabetes tipo 2

Já, a diabetes tipo 2 acontece quando o corpo não aproveita adequadamente a insulina produzida, tendo sua causa mais relacionada ao sobrepeso, sedentarismo, triglicerídeos elevados, hipertensão e hábitos alimentares inadequados.

Portanto pode ser tratada mais tranquilamente com remédios naturais que ajudam a diminuir o açúcar no sangue, o GC 99 é super eficiente para isto.

Além disso pode ser tratada controlada tendo uma alimentação mais saudável e fazendo atividades físicas com frequência.

Principais sintomas da Diabete

Sintomas da diabete tipo 1:

  • Fome frequente;
  • Sede constante;
  • Vontade de urinar diversas vezes ao dia;
  • Perda de peso;
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômito.

Sintomas da diabete tipo 2:

  • Fome frequente;
  • Sede constante;
  • Formigamento nos pés e mãos;
  • Vontade de urinar diversas vezes;
  • Infecções frequentes na bexiga, rins, pele e infecções de pele;
  • Feridas que demoram para cicatrizar;
  • Visão embaçada.

De uma forma geral, os principais sintomas da diabete são: fome e sede excessiva e vontade de urinar várias vezes ao dia.

Como prevenir

Independente do tipo de diabetes, tanto a tipo 1 como a 2, sem dúvida, a melhor forma de prevenir é praticando atividades físicas regularmente, mantendo uma alimentação saudável e evitando consumo de álcool, tabaco e outras drogas, enfim, adotando hábitos saudáveis.

É preciso considerar que hábitos saudáveis evitam não só a diabete, como também, uma série de outras doenças crônicas, até mesmo, o câncer.

Vale considerar que o diagnóstico precoce é o primeiro passo ter sucesso no tratamento da diabete. Por isso, assim que perceber seus sintomas, procure logo um serviço de saúde, principalmente, se estiver urinando demais e sentindo muita sede e muita fome.

Como vencer o estresse durante a TPM

Para 70% das mulheres todo mês é a mesma coisa, uma enorme irritabilidade, mal humor, dores de cabeça, uma vontade louca de comer doces… pois é, isso nada mais são que sintomas da temida TPM (tensão pré-menstrual).

Infelizmente, todo mês, enquanto para algumas mulheres os efeitos da TPM são quase imperceptíveis, para a maioria, no entanto, eles podem ser bem complicados,  interferindo em seus relacionamentos e até na vida profissional, afetando a qualidade de vida, como um todo.

Quer saber como vencer o estresse e os demais efeitos da TPM? Confira abaixo!

O que incluir na alimentação

Certamente, como já era de se imaginar, a alimentação pode influenciar diretamente na TPM, com alguns nutrientes podendo ajudar, e muito, a passar mais tranquilamente por essa fase, livre do estresse.

Por isso, a dica é usar alguns alimentos para driblar ou reduzir o estresse e os demais sintomas da TPM.

Magnésio

Quer ver o estresse passar longe? Então, não deixe de incluir na próxima lista do mercado aqueles alimentos ricos em magnésio, que quando consumidos com a vitamina B6, ajudam a diminuir o estresse, irritação, mal humor, além de ajudarem a reduzir as dores de cabeça.

Alimentos: beterraba, aveia, abacate e banana

Também inclua na lista alimentos como o salmão, o azeite de oliva e a linhaça, que ajudam a melhorar a circulação e reduzir a sensação de inchaço.

Os vegetais escuros contém bastante cálcio, aliviando cólicas, e os alimentos integrais e as fibras, dão mais disposição e diminuem a fadiga.

Suplementos e produtos naturais como o Laisve também são uma boa opção.

O que evitar na alimentação

Por outro lado, se quer ver o estresse bem longe, é preciso evitar molhos e alimentos ricos em sal, que podem causar retenção de líquidos e aumentar a sensação de inchaço.

E não esqueça de “esquecer” alimentos com muita cafeína, as bebidas alcoólicas, e até os doces, já que causam tensão, além de causarem inchaço das mamas.

E vale repensar o impulso por chocolate, pois ele pode ser uma delícia na hora de comê-lo, mas depois o preço é alto… a dica, portanto,  é caso sinta vontade de comer algum doce, optar por frutas e sucos naturais.

Exercícios físicos

Não é novidade que exercícios físicos fazem bem para a saúde e a mente, e fundamental se evitar o sedentarismo para combater os sintomas da TPM.

Atividades físicas ajudam no combate ao estresse, já que são liberadas as endorfinas, hormônios que proporcionam a sensação de bem estar e causam o relaxamento.

E mais, comprovadamente, as atividades físicas ajudam a aliviar sintomas como cólica e inchaço, embora essas atividades devam ser feitas com moderação pois, do contrário, o efeito pode ser o oposto do esperado, agravando os sintomas.

Ajuda médica

Sem dúvida, é preciso considerar que algumas mulheres sentem os sintomas de forma muito mais intensa, nesses casos, sendo recomendável tratamentos com medicamentos.

Embora a forma mais intensa de TPM atinja apenas uma minoria, caso perceba que precisa de ajuda, converse com seu ginecologista.

Em alguns casos são receitados suplementos ou medicamentos para dor e outros sintomas, de acordo com o tipo de TPM.

Geralmente, os suplementos são recomendados para mulheres que têm uma rotina muito corrida, sem tempo para uma alimentação regrada. Se esse for seu caso, então, a dica é também conversar com seu ginecologista que saberá lhe passar o suplemento adequado para o seu tipo de TPM.

Autoconhecimento

É fundamental você procurar se conhecer, perceber suas sensações e identificar, assim, os sintomas da TPM. Lembrando que cada caso é um caso, sendo importante até registrar cada sintoma para, então, conversar com seu médico.

Lembre-se que nessa fase você pode estar mais sensível e irritada, por isso, caso perceba ser o seu caso, que está começando a perder o controle ou se sentir mal, interrompa o que estiver fazendo, por um momento, e respire fundo.

Já sabe que costuma ficar irritada, então, procure relaxar e não se expor a situações de estresse durante esse período.

No mais, não seja tão rigorosa consigo mesma, tente conhecer melhor seu corpo e entender que está mais suscetível a algumas situações.

E é isso, agora é aproveitar essas dicas e, assim, aliviar os sintomas da TPM, sabendo que eles sempre passam e que seu bem estar é fundamental.

O que é Tabela de Contriuição Mensal ( INSS )

Está aqui querendo saber um pouco mais sobre INSS?

A Tabela INSS 2020 faz parte do INSS – Instituto Nacional de Seguro Social – é um órgão do Ministério da Previdência Social, apesar de ser responsável por inúmeras funções, a mais conhecida entre elas é o procedimento das taxas mensais para aposentadorias bem como, auxilio doença, salário maternidade e outros benefícios previstos perante a Lei.

Para que o empregado receba os benefícios INSS 2020 é preciso que o mesmo deposite uma taxa de contribuição mensal ao INSS, por isso é importante manter-se atualizado em qualquer alteração nas alíquotas – normalmente é no mês de fevereiro que ocorrem as alterações.

Entenda para que funciona as tabelas do INSS

Como normalmente a Tabela INSS é atualizada a cada ano, os trabalhadores que realizam a contribuição mensal com a Previdência Social devem ficar atentos com as alterações, para isso podem consultar o site desta, e manter-se informado sobre os valores de contribuição e o teto do INSS 2020 que estipula o valor de recebimento da aposentadoria a cada ano.

Ao consultar a Tabela 2020 atualizada, encontrará o valor dos pagamentos com os prazos ainda não definidos corretamente, portanto de acordo com o número final do benefício, as datas são variáveis, iniciando no final do mês para os profissionais que recebem somente um salário mínimo e terminando nos primeiros dias do próximo mês.

Para saber corretamente os dados é preciso sempre consultar as tabelas atualizadas, estas informações podem ser encontradas no site do INSS.

Qualquer informação extra pode ser obtida através do contato telefônico ou através de uma visita em uma das agências do Instituto distribuídas pelo Território Nacional.

Tabela de Contribuição Mensal

A tabela INSS 2020 é um meio em que se pode repassar as pessoas os valores de suas contribuições e o teto do INSS. Os funcionários, por exemplo, tem o valor do INSS descontados diretamente na sua folha de pagamento, e os valores a serem descontados vão depender do salário de cada um, e podem variar de 8% a 11%, quanto maior o salário, maior é o desconto, por isso é bom ficar situado nestas.

E aí, gostou das informações? Espero que de alguma form este post possa ter te ajudado.

COMO ENCHER UM BOLO DE CHOCOLATE

Para encher um bolo de chocolate, existem muitas idéias e receitas diferentes que misturam sabores que combinam com o chocolate.

Seja verão ou inverno, esteja você sozinho ou em companhia, em todas as ocasiões há a receita certa para descobrir e experimentar. Tortas, bolos recheados e recheados, trufas são apenas algumas das delícias que são feitas com este ingrediente mágico, mesmo definido como “a comida dos deuses”.

Existem muitos cremes para bolos de chocolate que você pode usar: ganache de chocolate , creme de avelã ou creme de gianduia. Dependendo das suas preferências, você pode preencher a preparação com uma mistura à base de chocolate preto, leite ou à qual foram adicionados grãos de avelã.

Preencher um bolo com chocolate é uma experiência maravilhosa, porque não apenas o resultado final o recompensará pelo esforço com um sabor delicioso e envolvente, mas também a preparação do bolo permitirá que você permaneça em um sabor furtivo de massa, cremes e guarnições.

Com o chocolate, você pode encher uma torta: uma massa quebrada, um recheio feito de chocolate e creme derretido, um enfeite de frutas e hortelã e pronto.

E você não pode pensar em um bolo de chocolate sem imaginar um bolo de esponja macia e leve, rodeado por um delicioso ganache e recheado com um aveludado creme de chocolate branco , que também está na forma de flocos brancos para uma decoração contraste de cor intensa , juntamente com um grão de frutas secas.

Em combinação com chocolate, você também pode usar compotas e compotas. Como? Por exemplo, prepare uma torta de massa quebrada de cacau com uma receita fácil e rápida e preencha com umacheio de creme de chocolate e geléia . Nível de dificuldade? Absolutamente mínimo.

Coloque 300 ml de creme de leite, 180 g de geléia de sua escolha em uma panela e deixe ferver em fogo baixo; fora do fogo, adicione 230 g de chocolate picado e 30 g de manteiga derretida até obter uma consistência macia e suave. Despeje-os sobre a massa quebrada cozida e deixe esfriar. Você pode terminar com um molho preparado com 700 g de amoras misturadas em uma batedeira com 1 colher de chá de suco de limão, 2 colheres de sopa de açúcar e 1 colher de conhaque. Filtre o molho com um filtro e use-o para escovar as amoras com as quais você decorou a torta.

E um donut de chocolate, preparado com uma massa simples e rápida, é enriquecido com recheio de creme de mascarpone .

Na tigela da batedeira planetária, bata 3 gemas com 250 g de açúcar; adicione 250 g de 00 farinha; 120 ml de água; 120 ml de óleo de semente; 3 colheres de sopa de cacau e 1 saqueta de fermento. Despeje tudo em um molde de rosquinha e asse a 180 graus.

Trabalhe 250 g de mascarpone com 1 colher de sopa de açúcar de confeiteiro; adicione 200 g de chantilly com neve muito fria e misture delicadamente, de baixo para cima, para não desmontá-lo. Corte a rosquinha e encha-a generosamente. Complete com um simples pó de açúcar de confeiteiro e sirva. Para dar sabor ao creme, você pode adicionar 1 xícara de café enquanto trabalha o mascarpone.

Você pode usar esse creme para substituir o creme diplomático como recheio ou para preparar o zeppole de  chocolate de São José . Para comemorar o dia de São José, inspire-se nas receitas da gastronomia italiana, mas deixe algum espaço para personalização na cozinha. Siga o procedimento passo a passo, no entanto, encha o zeppole com creme de chocolate. Finalmente decore com cachos de creme de leite fresco para colocar uma cereja preta no centro.

Mas estas são apenas algumas das idéias a serem inspiradas para encher seus bolos que nunca serão muito gananciosos.

Veja mais artigos como esse no site como fazer

COMO ENCHER UM BOLO DE CHOCOLATE ESCURO

Com chocolate escuro, você pode preparar massas e encher bolos de chocolate com um sabor intenso e decisivo.

O chocolate amargo combina bem com a delicadeza da ricota para encher um bolo coberto com uma geléia de laranja fresca e decorado com uma pasta de amêndoa muito doce, decorada com uma chuva de gotas de chocolate.

Se sua gula está lhe enviando um sinal, ligue para atrasar e corra para a cozinha para preparar este bolo de ricota e chocolate .

Para a massa, você precisará de: 70 g de 00 farinha; 65 g de açúcar; 60 g de manteiga; 25 g de amido de milho; 1 ovo; 1/2 saqueta de fermento em pó.

Para o recheio, você precisará: 500 g de ricota; 50 g de cacau amargo; 4 ovos; 100 g de açúcar; 1 laranja; 8 folhas de gelatina; 200 ml de creme.

Para decorar, você precisará de: 60 g de chocolate amargo; 50 g de grânulos de chocolate; 200 g de pasta de amêndoa; 50 g de açúcar de confeiteiro.

Prepare o bolo coletando todos os ingredientes da massa em uma tigela, misture bem e estenda a massa com um rolo em um molde de 24 cm de diâmetro, com manteiga e enfarinhada. Asse em forno pré-aquecido a 200 ° por cerca de 20 minutos, cobrindo a superfície com uma folha de papel manteiga e feijão. Retire do forno e deixe esfriar. Pincele a base com a geléia de laranja diluída com o licor.

Prossiga com o recheio: em uma tigela, bata as gemas e o açúcar com um batedor até obter uma mistura leve e espumosa. Incorpore a ricota cremosa, cacau, suco e raspas de laranja ralada e misture bem os ingredientes.

Em uma tigela, amoleça a gelatina em água fria, escorra-a, aperte-a e dissolva-a em 2 colheres de sopa de água quente e adicione-a à ricota e ao creme de cacau. Quando a mistura começar a engrossar, junte as claras batidas e o creme previamente batido. Transfira o creme para a massa e prepare a cobertura. Misture a pasta de amêndoa com o açúcar de confeiteiro e enrole com um rolo em uma folha fina; coloque a massa no recheio e rale o chocolate escuro na superfície.Decore a borda do bolo com o chocolate granulado e sirva.

Um saboroso bolo de chocolate escuro é enriquecido com o sabor doce de um purê para oferecer aos seus filhos * um lanche saboroso depois de voltar da escola ou um café da manhã convidativo e apetitoso com uma torta de maçã alternativa .

Para prepará-lo em casa, você precisará de: 60 g de cacau; 100 g de chocolate amargo; 250 g de purê de maçã; 125 g de manteiga; 200 g de farinha; 150 g de açúcar granulado; 1 colher de chá de fermento em pó; 2 ovos; 20 macaroons; 4 colheres de chá de canela em pó; sal a gosto

Em uma tigela, amoleça a manteiga à temperatura ambiente com um garfo e bata com o batedor elétrico com o açúcar até obter uma mistura macia e cremosa e adicione os ovos um de cada vez. Em uma tigela, misture a farinha, o cacau, o fermento, 1 pitada de sal e 2 colheres de chá de canela. Despeje essa mistura na manteiga, alternando com o purê de maçã. Unte com manteiga um molde, despeje a mistura e distribua os biscoitos na superfície, juntamente com os flocos de chocolate e a canela restante. Asse em forno pré-aquecido a 180 graus por 35 minutos. Retire do forno, espere esfriar e polvilhe o bolo com um pouco de açúcar de confeiteiro .

Sintomas de Varizes Inflamadas

Não há a menor dúvida de que as varizes são problemas que realmente podem causar um grande desconforto físico, além do estético, claro. O que muita gente não sabe é que elas podem ser classificadas de acordo com seus sintomas, indo do 1 até o 6.

A partir da classe 4 é que temos as varizes inflamadas, que é quando também aparecem manchas acastanhadas na pele ou algumas reações cutâneas como sensação de coceira, vermelhidão e a área fica mais úmida, como se houvesse uma aguinha saindo da pele.

No caso das varizes 4 em diante, a pele tende a ficar mais brilhosa e dura ao toque, perdendo a sua elasticidade natural.

Para saber se é um caso de varizes inflamadas, é essencial consultar um médico, preferindo sempre um especialista cirurgião vascular ou angiologista.

Principais sintomas das varizes

  • Dor: o paciente pode sentir uma dor intensa, provocando o desejo de sentar-se a fim de aliviar o sintoma.
  • Ardor: essa é uma consequência relacionada com a sensação de dor que o paciente está sentindo
  • Sensação de peso nas pernas: os pacientes podem sentir uma sensação que é descrita como peso nos membros inferiores, que pode piorar principalmente ao fim do dia.
  • Inchaço: isso pode acontecer especialmente nos pés e tornozelos, embora toda a perna possa apresentar o edema.
  • Coceira: costuma acontecer especialmente na região onde as varizes se destacam

Caso você esteja experimentando algum desses sintomas, a recomendação é sempre procurar um médico especialista, para identificar o estágio do problema.

Somente assim será possível determinar qual é a melhor forma de tratamento, considerado cada caso individualmente.

Tratamento varizes inflamadas

De uma forma geral, as varizes inflamadas são tratadas de duas formas básicas, que é cirurgia ou espuma.

Para decidir qual o melhor tratamento o médico deverá considerar o estágio da doença, o estilo de vida que o paciente tem e outros fatores, como histórico familiar do problema.

Somente o especialista é que poderá determinar qual é a melhor forma de resolver a questão de forma segura e eficaz.

Alguns cremes contribuem muito para melhora, Varigold é um creme natural que cumpre bem esta função!

A diferença entre um cirurgião vascular e um angiologista é a seguinte: o angiologista é o profissional que faz o tratamento com espuma enquanto o cirurgião vascular é o que pode fazer tanto o tratamento com espuma quanto a cirurgia, ou seja, atua nos dois tratamentos que são os mais utilizados para esse problema.

O mais importante de tudo é salientar que não é incomum que esses dois profissionais atuem em conjunto, a fim de proporcionar os melhores resultados de tratamento para o paciente.

Isso porque eles irão estudar a saúde do paciente, o quadro de varizes, idade, histórico e todos os detalhes importantes.

Como tratar inflamação da próstata

Quer saber se a inflamação da próstata é fácil de tratar? Então, confira isso e muito mais nesse artigo.

Apesar desse nome complicado, a próstata é uma glândula bem pequena, com cerca de 3 cm de diâmetro, que fica situada na base da bexiga e na parte inicial da uretra. Sua função é de produzir parte do líquido ejaculado durante o orgasmo, que serve para proteger os espermatozoides do ambiente ácido da vagina.

E justamente, por causa de sua localização, qualquer doença que afete a próstata, acaba causando sintomas associados à urina e bexiga.

E a prostatite é uma das possíveis doenças que acometem a próstata, e nada mais é (como o próprio nome sugere) que uma inflamação na próstata, provocando seu crescimento e causando dor, desconforto e impedindo a passagem da urina.

Vale saber que, na maioria das vezes, a prostatite tem relação com infecções bacterianas, embora, em alguns casos, seja causada por vírus, fungos e outros agentes.

Também é importante saber que existem dois tipos de prostatite:

  • Prostatite aguda (causada por uma infecção bacteriana)
  • Prostatite crônica (causada pela idade)

Como é o diagnóstico da inflamação da próstata

É fundamental que ao surgir qualquer sintoma como dor, vontade de urinar toda hora, enfim, ir logo ao médico que irá realizar um exame de toque retal, o qual poderá indicar a razão do problema.

Algumas vezes, após o exame e com algumas informações do paciente, o médico também pode pedir outros exames complementares, justamente, para descartar a possibilidade de outras condições que possam estar causando os sintomas.

A ida ao médico é fundamental para determinar o tipo de prostatite, através de cultura de sangue, teste de urina e testes da bexiga.

Fatores de risco de inflamação da próstata

Como já foi dito, a prostatite aguda é causada por infecções bacterianas, e dentre os fatores de risco podemos destacar os seguintes:

  • Beber pouca água (desidratação)
  • Infecção na bexiga ou na uretra
  • Ter um trauma pélvico
  • Doenças do sistema nervoso
  • Lesão na zona da próstata
  • Relações sexuais desprotegidas
  • Estresse
  • Fator genético
  • Orquite (inflamação do testículo)

Como prevenir a inflamação na próstata

A melhor forma de prevenir a prostatite é seguir alguns hábitos saudáveis, tais como:

  • Realizar exames de rotina
  • Bons hábitos de higiene
  • Ingerir bastante água
  • Dieta saudável
  • Evitar comidas picantes
  • Prática regular de exercícios
  • Usar preservativo
  • Incluir zinco na alimentação
  • Evitar bebidas alcoólicas

Sintomas da inflamação na próstata

Dentre os principais sintomas da prostatite podemos citar os seguintes:

  • Muita vontade de urinar
  • Ardor ou dor ao urinar
  • Secreção uretral
  • Dor frequente na musculatura que fica entre as pernas

E atenção, no caso de prostatite aguda, é comum surgirem sintomas como febre, mal estar e dores na região do abdômen.

Já, no caso da prostatite crônica, os sintomas são desconforto na região dos testículos, da lombar e do períneo.

E vale saber que em ambos os casos de prostatite , é comum dor ao ejacular e a diminuição da libido.

Tratamento da inflamação na próstata

Certamente, o tratamento da prostatite vai depender da causa do problema, e entre as formas de tratamento mais comuns estão:

  • Antibióticos: é a forma de tratamento mais comum para prostatite bacteriana. O médico indica o melhor medicamento de acordo com o tipo de bactéria.
  • Anti-inflamatórios: ajudam a aliviar os sintomas incômodos.
  • Bloqueadores alfa: são medicamentos que agem relaxando o colo da bexiga e as fibras musculares, onde a próstata se junta à bexiga.
  • Massagem da próstata: esse tratamento, ajuda a aliviar os sintomas e é realizado pelo médico com o dedo enluvado e lubrificado.
  • Suplementos naturais: com vitaminas A, C e E, antioxidantes e zinco,  um suplemento que funciona bem é o Cura Prost ele é uma boa opção.

Mudanças de hábito

Em alguns casos, o médico pode sugerir algumas atitudes que podem ajudar a atenuar os sintomas de prostatite, como:

  • Beber bastante água
  • Banho de assento quente
  • Evitar ficar longos períodos sentado
  • Evitar álcool, cafeína e alimentos picantes
  • Evitar andar de bicicleta

Alimentos para prevenir o câncer de próstata

Veio até aqui querendo conhecer os alimentos que podem ajudar a prevenir o câncer de próstata? Então, continue lendo esse artigo!

Pesquisas a cada ano comprovam o poder dos alimentos na nossa saúde e, os naturais ou integrais saem na frente quando o assunto é prevenção de determinadas doenças, e o câncer é uma delas.

Na verdade, na luta ou combate ao câncer, é fundamental mudar a alimentação e o estilo de vida, principalmente, quem não prioriza alimentos saudáveis e ainda é sedentário.

Por isso, a dica para prevenir o câncer de próstata é começar pela mudança de hábitos alimentares e de rotina, e uma outra coisa que ajuda bastante além dos alimentos é fazer o uso do renova prost que é um suplemento 100% natural que ajuda na prevenção de doenças da próstata.

Acredite, assim como existem alimentos que devem ser evitados, por prejudicar a próstata, há aqueles que ajudam a prevenir a doença, e são alguns deles que iremos mostrar aqui abaixo.

Alimentos para prevenir o câncer de próstata

Tomates

Campeão quando o assunto é prevenir o câncer de próstata, o tomate segue reinando absoluto e deveria fazer parte da rotina de todos os homens. Estudos confirmam o poder do tomate e outros frutos vermelhos, como a melancia, e isso porque esses alimentos contêm licopeno, que é um antioxidante muito poderoso. Mas a dica é ingerir o tomate cozido,  como em molhos, por exemplo, já que a absorção do licopeno é maior quando ele é cozido.

Peixes

Como o ômega-3 é uma gordura muito saudável, prevenindo inflamações, reduzindo o risco de câncer e ainda aumentando os níveis do colesterol bom, vale apostar em peixes de água fria, como salmão, sardinha, atum e truta, ricos nessa gordura. Pesquisas recentes apontaram que consumir suplementos de óleo de peixe, ou apostar em uma dieta com pouca gordura, diminui o crescimento das células cancerosas da próstata.

Frutas e legumes

Não é novidade alguma os muitos benefícios de consumir diariamente frutas e legumes, e os compostos dos vegetais verdes ainda auxiliam o corpo a destruir substâncias carcinogênicas. E mais, os nutrientes e vitaminas encontrados em frutas como o abacate, por exemplo, ajudam a diminuir o risco de câncer de próstata.

Brócolis

Os fitoquímicos encontrados no brócolis, e outros vegetais crucíferos, como repolhos, couve, couve-flor, couve de Bruxelas, ajudam a diminuir o risco de câncer de próstata.

Soja

Não só o licopeno, presente nas frutas vermelhas e tomates, mas também a isoflavona é um nutriente que ajuda a diminuir o risco do câncer de próstata. Dentre os alimentos que contêm isoflavona podemos destacar o queijo de soja ou tofu, ervilhas, lentilhas, brotos de alfafa e amendoim.

Gordura vegetal saudável

Quando o assunto é gordura, a dica é evitar a gordura animal, que pode aumentar o risco de câncer, encontrada nas carne, manteiga e queijo. Prefira o azeite de oliva, frutas, vegetais frescos, nozes ou sementes. Também risque da dieta os doces e alimentos industrializados.

7 dicas para emagrecer nas viagens de férias

Manter a dieta nas viagens de férias é quase sempre uma tarefa complicada, afinal, cada lugar tem suas delícias culinárias, na maioria das vezes, inimigas da boa forma.

Quem vai para a serra, geralmente, acaba perdendo a linha por conta do frio e quem vai para regiões praianas, acaba exagerando no consumo de bebidas  e sorvetes.

O fato é que é preciso ter foco e saber fazer escolhas tentando manter o equilíbrio. Acha difícil? Então, dê uma olhadinha nessa lista com sete dicas para emagrecer durante suas viagens de férias.

1. Não perca o foco

Sem dúvida, é a dica mais importante para quem quer emagrecer mesmo durante as viagens de férias, mantendo o foco você consegue driblar as tentações e desafios que aparecerão durante a viagem. A dica é focar no resultado que você quer pra sua vida, lá adiante.  Diga NÃO ao refrigerante ou ao suco de caixinha que a aeromoça vai passar servindo, no avião, ou às delícias engordativas nas paradas durante as viagens de carro.

2. Lista de Mercado

Chegando no destino, provavelmente, já terá que incluir uma visita ao mercado da cidade. Por isso, já leve uma lista com os alimentos para não sair de sua dieta. Inclua castanhas, barrinhas, biscoitos integrais, frutas, muita água… Dessa forma, com certeza, ficará bem mais fácil não cair em tentações e conseguir emagrecer.

3. Não fique com fome

Com certeza, a fome não ajuda a fazer boas escolhas. Por isso, leve sempre com você os itens de sua listinha do mercado e procure comer de 3 em 3 horas. Vale até  programar o celular para despertar de tempos em tempos com lembretes do tipo: “hora de comer uma fruta” ou “castanha agora”, para que o metabolismo seja mantido e você consiga emagrecer.

4. Pegue leve no álcool

Claro que ninguém quer ser tão rígido, ainda mais nas férias, mas é preciso entender que, além de atrapalhar a dieta do ponto de vista das calorias vazias, o álcool também retarda em até cinco dias o processo de perda de gordura corporal. Por isso, pegue leve, ao menos, se não conseguir ficar sem beber álcool.

5. Não consuma carboidrato à noite

À noite, procure optar por proteínas, saladas e demais alimentos que não os carboidratos, principalmente, se for dormir em seguida. Prefira comer carboidratos ao longo do dia, quando eles poderão ser usados como fonte de energia.

Outra ótima dica que você pode fazer a noite para emagrecer é usar o evocha que é um chá emagrecedor que irá ajudar a acelerar seu metalismo a noite e fazer com que você consiga perder peso.

6. Faça atividade física regularmente

Para muitos é uma dica fácil, para outros, no entanto, já não é tão simples colocar na rotina de uma viagem os exercícios. A dica é se esforçar, mesmo que seja 10 minutos de caminhada na areia, ou andar de bicicleta, correr. A atividade física ajuda a emagrecer ou, manter o peso, durante a viagem, além de ajudar a relaxar a mente.

7. Procure curtir o momento

Procure não associar viagens à comilanças e tours gastronômicos. Foque na viagem, nos lugares, aproveitando a companhia das pessoas. Sem dúvida, conseguirá voltar mais magra ou, pelo menos, mantendo o mesmo peso.

Page 1 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén